Rio Paraguaçu

Da língua indígena “água grande”, o Paraguaçu, com aproximadamente 600 km de extensão, é o maior rio genuinamente baiano e responde pelo abastecimento de água de vários municípios. Muito procurado para pesca, possui grande variedade de peixes, especialmente o tucunaré, crumatá, traíra, acari e piau, além de mariscos e crustáceos. Da argila abundante em suas margens, nasce o belo artesanato de cerâmica. Povoado por lendas e mitos, o Paraguaçu habita o imaginário local. Dentre as crenças mais famosas, a da “Mãe d’Água”, espécie de Iemanjá munida do poder de encantamento das sereias; o “Nego d’Água” que, como o saci pererê, brinca de dar sustos a todos que encontra vagando pelas margens do rio; e a Sucuiuba, temida cobra sucuri que, pelo seu grande porte, acabou se transformando em um ser quase místico para a população ribeirinha. O Rio Paraguaçu separa as cidades históricas de Cachoeira e São Félix, unidas por uma antiga ponte de ferro, datada de 1859.

Bahia.com.br
Copyleft 2014